2006-05-21

A nossa selecção



Aqui vai a minha previsão para a nossa selecção. Aviso desde já as pessoas mais sensíveis que a previsão não é boa. E fundamento-a com a história.
Para começar, a nossa história de idas a campeonatos internacionais, apesar do entusiasmo que ultimamente nos assalta, não é longa nem boa.
Curiosamente, ou talvez não, é nos europeus que mais nos temos destacado. No único mundial onde nos destacámos pela positiva, ainda não tínhamos ido a um europeu. O que confirma a minha teoria...
A minha teoria diz que, uma boa prestação num europeu é contrariada dois anos depois num mundial.
O mundial de 66 não teve nenhum europeu precedente onde nos tivéssemos destacado. Daí o bom resultado.
A história diz que até nos portamos bem frente a selecções europeias, excepto em finais ou em fracções destas. O pior é que, nos mundiais, não apanhamos muitas dessas selecções. Tivéssemos nós um grupo recheado de selecções europeias e teríamos passado mais vezes à segunda fase do campeonato mundial.
Deixo ao leitor a magnífica tarefa de confirmar, ou desmentir, esta teoria com base em dados históricos.
Agora já se percebe a origem do meu pessimismo. Neste grupo, deste mundial, Portugal é a única selecção europeia do seu grupo...
A bandeira, made in China, já está na janela. Gostei do pormenor dela vir amarrotada e não poder ser passada a ferro. Também gostei de ver o pormenor das nossas armas. Os chineses aprendem rapidamente e gostam de satisfazer os seus clientes.
Agora só me falta a camisola de 66, de cor bastante mais viva, do meu tamanho, para sofrer condignamente mais uma humilhação mundial...

10 comentários:

Anónimo disse...

Olha... ELE na blogosfera... :-))))

Pêndulo

SOD, o Pérfido disse...

Se só deste por isso agora, foi porque não me procuraste antes...

Diana disse...

Eu gostei do teu pormenor "made in China"... (No teu texto, não em ti... que eu saiba.)
Quanto ao pormenor de vir amarrotada e não poder ser passada a ferro - não querendo de forma alguma ensinar -te a passar a ferro -, aconcelho-te (se achares que vale a pena) a colocares um pano, lençol ou tecido, por cima da bandeira e passa-a dessa forma, cuidadosamente a ferro, sem que haja um contacto directo do ferro quente com a bandeira de plástico.
Não convém que a temperatura do ferro esteja muito alta...

Toda a regra tem excepção... por vezes as teorias são alteradas... com novos e surpreendentes factos/dados.
Embora tenhamos começado um pouco mal, vamos ver como acaba... ( :

Anónimo disse...

eu aconselho-te aulas de português

SOD, o Pérfido disse...

Caro anónimo, quando começas as tuas?

SOD, o Pérfido disse...

Cara Diana, espero que não estejas a confundir as prestações da selecção A com as outras. É que na de sub-21, já poucos depositam esperanças...

E obrigado pelas dicas que seguirei quando chegar a altura de guardar a bandeira.

Anónimo disse...

Por acaso não procurei mesmo...

cuida-te, SODzinho

Pêndulo

Catarina em Lx disse...

A Diana sabe umas coisas... passar a ferro com um pano por cima costuma, de facto, resultar.
E já agora, espero muito sinceramente que esta tua teoria vá por água abaixo de forma escandalosa. Nada de pessoal ;)

SOD, o Pérfido disse...

sinto-me tentado a pedir-lhe que me mostre algumas habilidades com o ferro de engomar. Desde que não me magoe...

Também espero estar enganado, apesar do meu grande desejo de ter sempre razão.

Anónimo disse...

Obrigado catarina, por ter experimentado a minha técnica. :)
E pela simpatia.

Quanto ao conselho de Pêndulo, na verdade foi totalmente bem aceite, e já as tenho. :) Peço desculpa então, pelo erro ortográfico que o insultou.
Diana