2012-04-11

Metal da pesada

O José Luís Peixoto afirmou numa entrevista há dias, a propósito dos seus gostos musicais, qualquer coisa do estilo: que já não tem 17 anos. Tem 37 anos e por isso ouve vários estilos de música.
Eu não tenho nem uma nem outra idade, apesar de já ter tido ambas, e oiço de tudo. Porque não sou surdo.
Apesar de não gostar de formatações redutoras de músicas ou de artistas, confesso que gosto particularmente de músicas associadas ao estilo Heavy Metal, seja lá o que isso for. E dentro disso, encontro uma variedade tão grande, que não preciso de procurar satisfação noutros estilos.
De vez em quando dou uma espreitadela naquelas músicas boas de se ver. Porque os olhos também comem, ainda que não saboreiem.
Isto é bem capaz de ser básico. Mas, basicamente, é disto que gosto, ainda que nem tudo o que encaixe neste estilo me satisfaça.

2 comentários:

TheOldMan disse...

SOD, o mais redutor (acho eu) nem é um tipo compartimentar músicas ou artistas, uma vez que isso depende do gosto pessoal.

Agora quando se começa a utilizar o facto de se ter mais idade como argumento para (embora eu ache que na maioria dos casos se trate de uma certa vergonha por passadas "figuras tristes") renegar determinadas opções estéticas. Então é mesmo velhice; quer se tenha 37 ou 87 anos.

Abraço.

;-)

Sod o Pérfido disse...

Mais que um comentário fizeste um complemento ao meu texto.
Nada dos meus gostos me envergonha.
E, claramente, o argumento de já não ter idade para certas coisas é sinal de velhice para uns e de criancice para outros.