2014-01-02

Entro em ti

A novidade provoca excitação e ansiedade. A vontade cresce em cada momento. Motivando a exploração do sentimento. Este floresce sem qualquer consentimento. E quando tomamos conhecimento, tarda o encontro. Tarda o momento. Em que entro em ti, por não mais caber em mim de tanto contentamento. E neste movimento, em que me atiro para dentro, saio de mim e entro em ti, nem que seja por pouco tempo...

2 comentários:

Claudia Duarte disse...

E quando deixa de ser novidade?
Perder-se-à a excitação e a ansiedade?
A vontade diminuirá em cada momento?
Uma coisa é certa, o sentimento, esse, será motivo de exploração ...
;-)

Sod o Pérfido disse...

Tudo isso pode acontecer certamente. Tal como um qualquer animal, ou até mesmo vegetal, sem alimento, tudo definha.